Feconbras pede soluções para o sistema de Conectividade Social

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

 

A União das Federações dos Profissionais da Contabilidade do Brasil (Feconbras) enviou nesta terça, dia 17/12, ofício ao Secretário da Receita Federal do Brasil, José Barroso Tostes Neto, e ao presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, para solicitar melhorias e soluções aos problemas detectados no uso do atual sistema de Conectividade Social. A entidade aguarda posicionamento dos órgãos públicos responsáveis pelo sistema.

Criado no final de 2018, o sistema desenvolvido pela Caixa Econômica Federal  surgiu como inovação para reduzir a burocracia e agilizar o trabalho do empresário ou contador.  Um dos desafios na época era a falta de comunicação com a Caixa  para acertar o saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

No entanto, o sistema de Conectividade Social não tem sido compatível com a demanda dos usuários do mesmo, pela grande quantidade de problemas enfrentados em seu uso. No documento, o presidente da Feconbras, contador Tadeu Oneda, diz que a categoria concorda “em exigir o mínimo de estabilidade no sistema em virtude do grau de importância que as obrigações trabalhistas têm e na punição pelo atraso em qualquer declaração a ser transmitida através dele.”

Grande parte dos usuários do sistema, mensalmente, dependem deste para cumprir suas obrigações e se sentem com seus direitos feridos pela dificuldade do acesso e uso do mesmo. Solicitamos, então, uma modernização e estabilização do sistema com a intenção da preservação dos direitos dos usuários.

A Feconbras representa a Federações dos Contabilistas do Estado de Santa Catarina – FECONTESC, do Estado de Minas Gerais – FECONMG ; nos Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Bahia – FEDCONT; do Estado do Rio Grande do Sul – FEDERACON; do Paraná – FECOPAR; do Estado de São Paulo – FECONTESP; do Centro-Oeste – FECON CENTRO OESTE e do Norte e Nordeste – FECON NORTE E NORDESTE.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Fecontesc

Deixe um comentário