Fecontesc é capacitadora credenciada de cursos de Educação Continuada

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Com a pandemia, a exigência de pontuação diminuiu para 20 pontos neste ano

As mudanças impostas depois que foi decretado o distanciamento social transformaram não só o dia a dia das empresas contábeis, mas modificou também a realização de cursos de Educação Continuada, como os oferecidos pela Fecontesc. Apesar do desafio inicial, agora percebe-se muitos benefícios. Realizados em plataformas virtuais, os cursos tem ocorrido com mais frequência e contando com instrutores de renome nacional que conseguem estar em mais lugares por não ter a necessidade do deslocamento.

Desde 2015, os profissionais de Contabilidade que atuam com Auditoria, Perícia ou que sejam responsáveis técnicos pelas demonstrações contábeis devem cumprir as exigências da Norma Brasileira de Contabilidade NBC PG 12.  Cada profissional deve cumprir,, no mínimo, 40 (quarenta) pontos de Educação Profissional Continuada (EPC) por ano-calendário. Mas com a pandemia, o Conselho Federal de Contabilidade  (CFC) fez uma Deliberação no dia 16 de abril reduzindo para 20 (vinte) o mínimo de pontos a ser cumprido pelos profissionais referidos no item 4 da NBC PG 12 (R3), que regulamenta o Programa de Educação Profissional Continuada.

De qualquer forma, a Fecontesc manteve o calendário de cursos e intensificou em algumas áreas mais sensíveis, atendendo as demandas das mudanças na legislação ocorridas justamente por conta da crise causada pela Covid-19. “O momento que vivemos é inédito e exige ainda mais empenho de cada um, seja na busca por inovação e adaptação aos novos processos, seja na qualificação permanente para sairmos na frente no mercado, nos destacando como profissionais essenciais para os negócios bem sucedidos”, afirma o presidente da Fecontesc, Itelvino Schinaider.

Para a presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina (CRCSC), Rúbia Albers Magalhães, os profissionais devem ir além do exigido para se diferenciar no mercado. “Muitos profissionais da Contabilidade se perguntam sobre como podem se destacar em meio a um mercado tão competitivo e eu sempre afirmo que é por meio da EDUCAÇÃO CONTINUADA. É preciso enxergar a educação continuada como uma oportunidade de evoluir e se diferenciar. O mais interessante disso tudo é que muitas vezes, essa oportunidade requer pouco ou nenhum investimento”, e complementa: “O CRCSC, por exemplo, está sempre estimulando, por meio de eventos, cursos, seminários, encontros que proporcionem esse aprendizado na área, trazendo competências e habilidades que impactem diretamente na profissão contábil. Em tempos de pandemia, onde estamos cada vez mais conectados de forma virtual, basta um computador, acesso à internet, planejamento e força de vontade para aprender, se atualizar e se manter bem informado”.

O coordenador da Comissão de Educação Profissional do CRCSC, contador Renato Feijó, também destaca a importância dessa qualificação. “Nos momentos de incertezas com o desconhecido, uma coisa devemos ter absoluta convicção, que é a necessidade de nos prepararmos para o futuro, através da EPC. O mercado profissional está cada vez mais exigente e somente com uma sólida instrução profissional, podemos enfrentar o desconhecido. A EPC como atividade formal e reconhecida pelo CFC, vem incentivando os cursos on line, objetivando propiciar o atingimento de carga horária obrigatória aos profissionais enquadrados na NBC PG 12 (R3)”, ressalta.

 

A normativa diz que é possível realizar outras atividades além de cursos para a obtenção dos pontos para a Educação Continuada do CFC.  Eles podem ser obtidos através da participação em palestras, treinamentos, eventos e outros tipos de aperfeiçoamento, desde que o evento tenha sido previamente homologado pelo CFC para a contabilização dos pontos.

A programação de cursos credenciados para pontuar na EPC oferecida pela Fecontesc inclui instrutores mestres e doutores, profissionais com larga experiência nos temas selecionados. Todas as datas, horários e formas de se inscrever estão no site www.fecontesc.org.br e no Facebook (www.facebook.com/Fecontesc).

 

 

 

SAIBA MAIS SOBRE A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CONTINUADA

Os Profissionais obrigados a cumprir a NBC PG 12  são aqueles que:

  1. a)Estejam inscritos no Cadastro Nacional de Auditores Independentes (CNAI) do CFC, exercendo, ou não, a atividade de auditoria independente;

(b) Estejam registrados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), inclusive sócios, exercendo, ou não, atividade de auditoria independente, responsáveis técnicos e demais profissionais que exerçam cargos de direção ou gerência técnica, nas firmas de auditoria registradas na CVM;

  1. c)Exercem atividades de auditoria independente nas instituições financeiras e nas demais entidades autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil (BCB), na função de responsável técnico, diretor, gerente, supervisor e qualquer outro integrante, com função de gerência, da equipe envolvida nos trabalhos de auditoria.
  2. d)Exercem atividades de auditoria independente nas sociedades seguradoras,
    resseguradoras, de capitalização, nas entidades abertas de previdência complementar reguladas pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) e nas entidades de previdência complementar reguladas pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) na função de responsável técnico, diretor, gerente, supervisor e qualquer outro integrante, com função de gerência, da equipe envolvida nos trabalhos de auditoria.
  3. e)Exercem atividades de auditoria independente de entidades não mencionadas nas alíneas (a), (b) e (c), como sócio, responsável técnico ou em cargo de direção ou gerência técnica de firmas de auditoria e de demais organizações contábeis que tenham em seu objeto social a atividade de auditoria independente.
  4. f)Sejam responsáveis técnicos pelas demonstrações contábeis, ou que exerçam funções de gerência/chefia no processo de elaboração das demonstrações contábeis das empresas, reguladas e/ou supervisionadas pela CVM, pelo BCB, pela Susep, pela Previc, e, ainda, das sociedades consideradas de grande porte nos termos da Lei n.º 11.638/2007;

(g) Estejam inscritos no Cadastro Nacional de Peritos Contábeis (CNPC).

 

 

 

 

São atividades válidas para pontuação:

  • Aquisição de Conhecimento
  • Docência
  • Atuação como Participante
  • Produção Intelectual

Dentre as atividades de aquisição de conhecimento destacamos:

  • cursos credenciados;
  • eventos credenciados;
  • conclusão de disciplinas de cursos de pós-graduação oferecidos por IES credenciadas pelo MEC (stricto sensue/ ou lato sensu);
  • cursos de extensão devidamente credenciados no PEPC;
  • disciplinas cursadas em outras graduações em áreas correlatas ao curso de Ciências Contábeis, tais como: Administração, Ciências Atuariais, Ciências Econômicas, Estatística, Tecnologia da Informação e Direito.

 

Homologação dos pontos

 

Uma vez a cada ano os profissionais deverão realizar o processo de homologação dos pontos que eles acumularam durante o ano calendário anterior. Para realizar esse procedimento basta entrar no site do CRC da sua Região ou do CFC entre 1º a 31 de janeiro.

 

Deixe um comentário